Comando antigolpe velará pela paz com justiça para consolidar desenvolvimento integral do país

Foto: Prensa Presidencial

Caracas, 10 Ene. AVN.- O presidente da República, Nicolás Maduro, juramentou nesta terça-feira os integrantes do Comando Especial Antigolpe e delegou as tarefas para velar pela garantia da paz com justiça e consolidar o desenvolvimento integral do país.

"Vou me concentrar no trabalho mais importante de nosso país: a recuperação econômica, estou concentrado 24 horas defendendo os preços do petróleo, no fortalecimento dos 15 motores produtivos para dinamizá-los. Além disso, estou focado no cumprimento da meta de atender 6 milhões de famílias através dos Comitês Locais de Abastecimento (e Produção, Clap). Estarei concentrado na batalha econômica pela felicidade do povo venezuelano e nos meus deveres constitucionais na defesa da soberania nacional", afirmou, durante juramentação do comando no salão presidencial do Aeroporto de Maiquetía, no estado de Vargas.

Maduro destacou que o comando antigolpe, presidido pelo vice-presidente executivo,Tareck El Aissami, vai concentrar sua ação na luta contra os golpistas da direita, a conspiração da oligarquia nacional e internacional e os ataques imperialistas.

"Será o braço executor das políticas preventivas, porque vamos ganhar a batalha pela paz com prevenção, além de fazer justiça e que sejam castigadas todas as tentativas golpistas para desestabilizar a Venezuela, já que o que a Assembleia Nacional aprovou ontem é um manifesto golpista", enfatizou o presidente Maduro.

O chefe de estado fez um chamamento à população para não cair em provocações de nenhum tipo.

"Na Venezuela há plena liberdade de expressão, ideias mas não para a promoção de núcleos de violência que pertubem a vida da Venezuela. Estamos nos dias da saída de Barack Obama, há coisas que não são vistas, mas são as mais peligrosas de onde se conspira contra o país. Tenho a obrigação de alertar em primeira instância as equipes de trabalho e nosso povo", disse.

Maduro afirmou que diante de casa tentativa golpista é necessário uma ação legal. Nenhuma violação à Constituição deve ficar impune.

O presidente ressaltou que o comando antigolpe será responsável por garantir o funcionamento da sociedade, de velar pela economia, os serviços públicos em cada estado do país.

"Foram quatro anos de batalhas superadas contra fatores desestabilizadores e aqui vamos e seguiremos saltando e vencendo obstáculos. Temos que nos sentir orgulhosos da Venezuela valente e vitoriosa", afirmou o chefe de Estado, que viajou nesta terça-feira para a Nicarágua para participar da posse do presidente Daniel Ortega.

10/01/2017 - 03:34 pm