Grande Missão Vivienda movimenta 7% do PIB da nação

 

Caracas, 11 Oct. AVN.- A Grande Missão Vivienda Venezuela (GMVV), programa social que construiu cerca de 1,8 milhões de lares desde 2011, movimenta pelo menos 7% do Produto Interno Bruto (PIB) da nação, afirmou nesta quarta-feira o ministro do Habitat e Moradia, Manuel Quevedo.

Ele lembrou que este programa social "tem um componente muito importante na economia" e realizou "investimentos gigantes que não pararam em nenhum momento", apesar do boicote financeiro e da queda dos preços do petróleo—principal fonte de renda do país—.

Em entrevista concedida a Unión Radio, o ministro afirmou que nos próximos dias será inaugurado o marco que celebra a moradia de número 1,8 milhão. Ele destacou que o Executivo garantiu nos últimos seis anos "os materiais, os recursos financeiros, os terrenos e a aprovação de projetos" para impulsionar a construção dos conjuntos habitacionais.

"No ano de 2017 nós desembolsamos, colocamos na economia, mais de 302 bilhões de bolívares, movimentando o aparelho produtivo", disse.

Apesar da sabotagem contra a economia venezuelana, Quevedo asseverou que o governo construiu casas com matéria-prima nacional e importou de nações como a China para cumprir a meta estipulada.

Em 2017 este programa social prevê atingir as dois milhões de casas construídas e entregues, e em 2019 a meta é alcançar três milhões de lares dignos.

A GMVV foi criada há mais de seis anos por iniciativa do comandante Hugo Chávez, que pediu atender, em um princípio, as famílias venezuelanas que tinham perdido suas casas por causa das fortes chuvas registradas no país no final de 2010 e começo de 2011.

Depois, o programa foi ampliado para o resto da população, principalmente para as famílias que por motivos econômicos —devido ao alto valor dos imóveis no mercado especulativo– ainda não tinham realizado o sonho de comprar a casa própria.

Fotos: Mippci

11/10/2017 - 01:42 pm