Presidente Maduro aumenta salário mínimo em 50%

Foto: Vice-presidência

Caracas, 09 Ene. AVN.- O presidente da República, Nicolás Maduro, aprovou neste domingo o aumento em 50% das pensões e do salário mínimo, que passa de 27.092 para 40.638 bolívares.

O chefe de Estado afirmou que esta nova medida visa proteger o poder aquisitivo do venezuelano, alvo da guerra não convencional realizada pela direita.

"Vou realizando esta defesa da renda para defender o salário dos trabalhadores e levá-lo equilibrado (...) Enquanto houver esta guerra, seguiremos uma política audaciosa, justa, necessária, para buscar uma harmonia, um equilíbrio, de emprego e ingressos", afirmou durante o programa semanal "Os domingos com Maduro", transmitido pela televisão estatal, Venezolana de Televisión.

O novo aumento salarial, retroativo a partir de 1º de janeiro, será aplicado na folha de pagamento de todos trabalhadores públicos, da Força Armada Nacional Bolivariana, da polícia, saúde e educação. Além disso, beneficiará 3,2 mihões de pensionistas em todo país.

"Temos que seguir defendendo o emprego e o salário (...) O ajuste é correspondente a todas as escalas, como fazemos sempre, porque é um sistema estabelecido", esclareceu.

Com este aumento, os trabalhadores que recebem além do salário mínimo o vale alimentação, vão receber no total 104.358 bolívares. Este é o quinto aumento realizado pelo Executivo desde janeiro de 2016.

09/01/2017 - 08:27 am